Gastronomia

 

 

Festival Comer e beber -  Foram premiados no dia 16 de setembro, os vencedores do 1º Festival Gastronômico do Pelourinho, o Festival Comer e Beber, realizado pela Secretaria de Desenvolvimento, Trabalho e Emprego (Sedes), entre os dias 20 de fevereiro e 13 de abril de 2016, como parte das ações do programa Pelourinho Dia e Noite.

 

Participaram da premiação a subsecretária de Desenvolvimento, Trabalho e Emprego, Adriana Campêlo e a Coordenadora de Articulação para Investimentos e Economia Criativa da Sedes Martha Schoeler. O Coliseu Restaurante e Cultura venceu em quatro categorias: melhor atendimento, melhor prato principal, melhor história do prato e melhor ambiente. Já a doceria Chocolate Marrom Marfim ganhou na categoria de melhor quitute.

 

Os vencedores ganharam bolsas para cursos "in company" realizados pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac), além de troféus referentes a cada categoria. De acordo com Rubens De acordo com Ruben Carvalho, proprietário do restaurante O Coliseu, com a realização do curso será possível aprimorar os conhecimentos e dar melhor atendimento aos clientes. ”Vencer o Festival foi muito importante, principalmente para aumentar a auto estima e nos fazer ver que estamos no caminho certo. Com essa qualificação, vamos muito mais além", comemora.  

 

2015 - A Casa do Benin realizou uma oficina de Gastronomia Africana, ministrada pelas chefs Ana Célia Batista, do Zanzibar, e Angélica Moreira, do Ajeum da Diáspora, que integra o projeto Ajeum do Benin. A ação, coordenada pela Fundação Gregório de Matos, teve como objetivo ensinar pratos originados de países, como Benin, Angola, Nigéria e Moçambique, bem como oferecer formação e possibilidade de geração de renda à comunidade. 

 

A Casa do Benin foi inaugurada em 1988 e resultou do intercâmbio mantido entre a Bahia e o país africano Benin, através da cidade de Cotonou. Após uma reforma executada pela arquiteta Lina Bo Bardi – que manteve as linhas externas do casario secular, mas modernizou os espaços – a casa abriga uma rica coleção de objetos e obras de arte da região do Golfo do Benin, de onde veio a maioria dos negros que povoaram o Recôncavo Baiano.

 

A maior parte do acervo foi colecionada pelo antropólogo e fotógrafo francês Pierre Verger em suas andanças pelo continente africano. O espaço abriga também exposições temporárias e oficinas artísticas.

 

Horário de funcionamento: Segunda a sexta, das 10h às 17h. 

 

Endereço: Rua Padre Agostinho Gomes, 17 - Pelourinho.