Logo Prefeitura de Salvador

Cafélier Carmo

O Cafélier Carmo funciona a partir das 14h, com deliciosos cafés, comidinhas, drinks e cervejas, em um ambiente pra lá de agradável, repleto de arte, vista panorâmica da baía de Todos os Santos e um  pôr do sol imperdível da varanda.

Facebook:https://www.facebook.com/Cafelier-184766574891635/?ref=page_internal

Horário de Funcionamento: Seg, Qua e Qui – 12h às 20h. Sex e Sáb – 12h às 21h. Dom – 12h às 19h. 

Endereço: Rua do Carmo, 50, Santo Antônio – Centro HistóricoSalvador

Telefone reserevas: (71) 99914-1270/ Informações: 3241-5095

    

Atelier Anunciação

Galeria e atelier pinturas e esculturas.

Horário de Funcionamento: 9h às 20h

Endereço: Rua das Laranjeiras – Pelourinho, Salvador – BA

Telefone: (71) 98708-8542

Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos

A Igreja da Venerável Ordem Terceira do Rosário de Nossa Senhora às Portas do Carmo, mais conhecida como Igreja do Rosário dos Pretos, foi fundada em 1685, por uma das primeiras irmandades dos homens pretos do Brasil. A atual Igreja do Pelourinho começou a ser construída em 1704 pela própria Irmandade, pelos próprios irmãos negros, incluindo escravos. A imagem barroca de N.S. do Rosário, de 1685, foi transladada da Sé e está no altar-mor.

Como outros grupos da colônia, os negros se organizavam em agrupações religiosas de ajuda mútua, as chamadas irmandades ou confrarias e eram particularmente devotos de Nossa Senhora do Rosário, São Benedito.

Festas:
Santo Antônio de Categeró (2º dom janeiro)
São Benedito (Último dom abril)
Santa Bárbara (4/dez)
Aniversário da Irmandade (2/jul)
Festas dos santos negros (Elesbão, Efigênia), e N. Sra. Senhora dos Anjos, N. Sra. do Rosário (último dom de out).

Missas:

Dom e Seg (Nossa Senhora) às 9h

Ter (Sto António de Categeró), 18h

Última qua/mês (Sta Bárbara), 18h

Primeira qui/mês, (São Benedito), 18h

Sexta (Reza terço dos homens), 18h

E-mail: irmandadedoshomenspretos@hotmail.com

Intagram: @irmandandedoshomenspretos

Horário de visitação: Seg a Sex – 8h às 12h e 13h às 17h e Sab – 8h às 12h

Taxa visitação: R$ 5,00

EndereçoLargo do Pelourinho, s/n – Pelourinho, Salvador – BA

Telefone:(71) 3421-5781

Cidade da Música da Bahia

Visite o Museu Cidade da Música da Bahia, instalado no emblemático Casarão de Azulejos Azuis, no bairro do Comércio, ao lado do Mercado Modelo, na Praça Cairu, Centro Histórico de Salvador.
 
Todo o acervo do museu é 100% audiovisual e o espaço oferece serviço de wi-fi gratuito. E ainda tem o café “Mãe Comida Afetiva“.
 
A visitação pode ser feita de terça  a domingo, entre 10h e 18h,  (entrada até 17h).
 
A entrada custa R$ 20 a inteira e R$10,00 meia. Estudantes, idosos e residentes em Salvador pagam meia-entrada através de comprovação. 
 
Acesse www.cidadedamusicadabahia.com.br e agende a sua visita. 

Tel.: 71 3106-4659

        

Casa do Carnaval da Bahia

Localizada no centro histórico da cidade, ao lado da Catedral Basílica, a Casa do Carnaval foi construída com um investimento de cerca de R$ 6 milhões da Prefeitura de Salvador e inaugurada no dia 05/02/2018.

A curadoria do projeto é do artista, designer e cenógrafo Gringo Cardia junto com o professor doutor em Cultura Contemporânea e vice-reitor da Universidade Federal da Bahia (Ufba), Paulo Miguez, um dos maiores especialistas nos estudos sobre festa,  e de um amplo grupo de artistas e pesquisadores como  Jonga Cunha e Bete Capinan que também contribuíram para a criação do espaço.

O grande diferencial da casa é a interatividade, entregue aos visitantes por meio de diversos recursos multimídia.

No primeiro compartimento do térreo do prédio o visitante encontra à disposição uma biblioteca de livros relacionados ao Carnaval, a Salvador e suas artes e tradições. E ainda, 200 bonecos feitos de cerâmica que representam figuras típicas da folia.

Ainda no primeiro pavimento, a Sala da Criatividade e Ritmos do Carnaval da Bahia, que comporta até 40 pessoas, detalha a diversidade presente no carnaval baiano. Com luzes, refletores e fitas de LED, a proposta do espaço é remeter à vibração da festa. Ao som de músicas características da folia tocando, o visitante tem acesso a diversas vitrines com objetos inéditos cedidos por artistas, que mostram decorações antigas e atuais, importantes durante as festas de Carnaval. O espaço interativo reúne a memória da festa na Bahia em arquivo material, adereços, esculturas, vídeos e áudios.

No primeiro andar, no cinema interativo, o visitante escolhe o filme que deseja ver, com 10 minutos cada e outros para fazer fotos com os adereços disponíveis para caracterização. Aqui, o visitante conhece a história do ritmo e vivencia a experiência do carnaval dançando uma das coreografias dos blocos e bandas, orientados por dançarinos.

No terraço, um espaço para contemplar a Bahia de Todos os Santos com mesas e bancos característicos da festa de rua.

O projeto é o primeiro museu do país dedicado à memória da festa e está aberto a visitações de terças a domingos, das 10h às 18h (entrada até 17h).

Ingressos: R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia-entrada)

Horário de funcionamento: Ter a Dom – 10h às 18h

Quartas: acesso gratuito com agendamento

Instagram:@casadocarnavaldabahia

Endereço: Praça Ramos de Queirós, s/n – Pelourinho, Salvador – BA

Informações: 55 (71) 3324-6360 ou  3324-6791

 Foto capa: a_french_guy_in_brazil

        

Balé Folclórico da Bahia – Teatro Miguel Santana

O Balé Folclórico da Bahia (BFB), única companhia de dança folclórica profissional do país, foi criado em 1988 por Walson Botelho e Ninho Reis.

Sua linguagem cênica apresenta aspectos populares da cultura baiana através de coreografias e espetáculos de dança e música.  Possui uma companhia que realiza apresentações e turnês internacionais e uma segunda companhia que realiza espetáculos diários, desde 1995, no Teatro Miguel Santana (sede da companhia), no Pelourinho, atendendo, principalmente, ao turista estrangeiro e de outros estados brasileiros.

Além de projetos sociais, como o Balé Junior, que contempla mais de 300 crianças em situação de risco social e as oficinas de dança gratuitas abertas a toda comunidade.

O Teatro Miguel Santana, desde o ano de 2014, é ocupado pela Fundação Balé Folclórico da Bahia, em sistema de comodato, numa ação do Governo do Estado, como forma de reconhecimento ao trabalho de promoção que a referida companhia de dança faz da cultura popular baiana em todo o mundo.

Site https://www.balefolcloricodabahia.com.br

E-mail fundacaobfb@gmail.com   e w.botelho@terra.com.br

Instagram: @bfdabahia

Horário de apresentação: segundas, quartas e sextas, às 20h

Capacidade: 100 pessoas

Ingressos à venda na bilheteria diariamente a partir das 15 horas

Endereço: Rua Gregório de Matos, 49 – Pelourinho, Salvador – BA

Telefone (71) 3322-1962 

Igreja Nossa Senhora da Ajuda

A primeira Igreja da Ajuda foi levantada em 1549, durante o processo de construção da cidade de Salvador pelo governador-geral Tomé de Sousa. Seus construtores foram os jesuítas, liderados por Manuel da Nóbrega, que levantaram uma igrejinha precária, de paredes de pau a pique e coberta de palha. Situava-se no interior do recinto de Salvador, cidade que, à época, estava cercada por uma paliçada para a proteção dos colonos. Foi dedicada à Nossa Senhora da Ajuda, que era o nome de uma das naus da frota de Tomé de Sousa.

Além de servir os jesuítas, essa primeira igrejinha foi sede de paróquia, com Manuel Lourenço como primeiro padre. Com a criação da diocese da Bahia (1551), o bispo Dom Pedro Fernandes Sardinha instalou-se nas imediações e a Igreja da Ajuda serviu de Sé Catedral improvisada, o que lhe valeu a alcunha de “Sé de Palha”.

Festas:

12 abr – Procissão Encontro Senhor Bom Jesus dos Passos com N. Sra. das Dores

22 mai – Santa Rita de Cassia: tríduo e procissão

18 dez – N. Sra. da Ajuda

Missas: Seg a sex – 12h30

Visitação: seg a sex das 8h às 16h – gratuito

E-mail: igrejadaajuda@gmail.com

Site: http://igrejadaajudasalvador.webnode.com.br

Instagram: @igreja-nossa-senhora-da-ajuda

Endereço: Rua da Ajuda, s/n, Centro – Salvador, BA

Telefone: (71) 3322-3296

Foto: fotógrafo Antonio Queiros

 

Museu do Mar – Aleixo Belov

O Museu do Mar Aleixo Belov é capitaneado pelo ucraniano de 78 anos que veio para a Bahia ainda criança e deu três voltas ao mundo pelo mar.

Entre os trativos, o barco que “Três Marias” no qual Belov deu três voltas ao mundo. E ainda, as obras de arte que ele adquiriu ao longo das viagens, além de cartas náuticas e aparelhos de navegação.

O espaço possui 540 metros quadrados de exposição permanente. O museu ainda conta com 110 metros quadrados para exposições temporárias, uma sala de projeção de filmes, além do Café-bar Yolo, comandado pelo chef Raphael Sepulveda.

Endereço: Casarão amarelo no Largo do Santo Antônio Além do Carmo, nº3, no Centro Histórico de Salvador

Visitação:  Ter a dom – 10h às 18h

Taxa: 20,00 e 10,00 (meia). Quartas – gratuito. Criaças até 5 anos não pagam.

Tel: 71 3218-5985

Fundação Casa de Jorge Amado

Inaugurada a 7 de março de 1987, a Fundação Casa de Jorge Amado foi idealizada e instituída com o objetivo de preservar, estudar e difundir o trabalho do grande romancista Jorge Amado e de sua esposa, Zélia Gattai, assim como a arte e a cultura da Bahia em todas as sua manifestações. Localizada em imóvel colonial do século XIX, no Largo do Pelourinho, Centro Histórico de Salvador, sítio reconhecido pela Unesco como Patrimônio Cultural da Humanidade, a Casa de Jorge Amado abriga, em seus quatro andares, uma exposição permanente do acervo do escritor constituído de diversas edições de seus romances com traduções em 49 idiomas – fotografias, vídeos, cartazes e objetos que se relacionam com o autor e sua obra, além de arquivos de cartas, manuscritos e documentos diversos, à disposição de pesquisadores e estudiosos.

Horário de funcionamento: Seg a sex – 10h às 18h. Sáb e dom – 10h às 16h (Taxa 10,00 inteira e 5,00 meia). Às quartas, o acesso é gratuito.

E-mail: fundacao@jorgeamado.org.br

Website: https://www.jorgeamado.org.br

Facebook: @fundacaojorgeamado

Instagram: @casadejorgeamado

Endereço: Largo do Pelourinho, 15 – Pelourinho, Salvador – BA

Telefone: (71) 3321-0070 / (71) 3321-0122

Casa do Benin

Inaugurada em 1988, a Casa do Benin resultou do intercâmbio mantido entre a Bahia e o país africano Benin, através da cidade de Cotonou.

Após uma reforma executada pela arquiteta Lina Bo Bardi – que manteve as linhas externas do casario secular, mas modernizou os espaços – a casa abriga uma rica coleção de objetos e obras de arte da região do Golfo do Benin, de onde veio a maioria dos negros que povoaram o Recôncavo Baiano.

A maior parte do acervo foi colecionada pelo antropólogo e fotógrafo francês Pierre Verger em suas andanças pelo continente africano. O espaço abriga também exposições temporárias e oficinas artísticas.

Horário de funcionamento:  Ter a sab – 10h às 17h – gratuito

Endereço: Baixa dos Sapateiros, 7 – Pelourinho, Salvador, BA

Telefone: (71) 3202-7890

© 2022 Copyright: Secretaria Municipal de Inovação e Tecnologia (SEMIT)
Skip to content